Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Inverno Quente

Inverno Quente

29
Mar19

Aulas nos tempos livres: sim ou não?

invernoquente

Como mãe, tenho um enorme dilema em relação aos tempos livres dos meus filhos. Se por um lado quero que aprendam o maior número de coisas possível, por outro quero que sejam crianças. Ou seja: gostava de os inscrever no desporto para ganharem disciplina, na dança para terem mais flexibilidade, no teatro para perderem a timidez. Mas até que ponto é que isso não lhes vai tirar tempo a mais, até que ponto é que isso não os impede de brincar, de jogar à bola e de fazer todas as descobertas típicas da idade?

 

Quando eu era pequena, não andei em aulas “extracurriculares” nenhumas. Havia a escola e depois eram as tardes livres, que passava a brincar com as minhas primas e com amigos. Claro que, se fosse hoje, esse tempo livre seria muito provavelmente passado no computador ou no telemóvel, a jogar contra robots. E, nesse sentido, é preferível que estejam inscritos noutras actividades, em vez de cansar os olhos a “vidrar” em ecrãs.

 

Mas, por outro lado, há coisas que não mudam. Brincar sozinho e brincar com os amigos, seja qual for o tipo de brincadeira, é um período de descobertas. É importante para percebermos os nossos gostos, perceber o que gostamos, formar a nossa personalidade, formar caráter. Por isso, embora a tentação de os inscrever em mil e uma coisas interessantes seja grande, obrigo-me a resistir.


Tenho de resistir para que sejam eles a conhecer-se. Para que sejam eles a escolher a sua ocupação dos tempos livres e a dizer “mãe, quero aprender isto” ou “mãe, quero fazer aquele desporto”. Sim, seria bom que quisessem aprender inglês, alemão e mandarim, que soubessem dançar salsa, que fossem bons surfistas e que tocassem viola; mas isso podem aprender em qualquer idade. O tempo para brincar com plasticinas, para saltar no trampolim e para fazerem disparates é agora.

20
Mar18

Como animar as crianças num casamento

invernoquente

Para quem organiza festas, quer sejam baptizados, aniversários ou mesmo casamentos, nunca foi tão fácil criar uma experiência inesquecível para as crianças como agora em 2018. No mercado de animações de festas, as opções são inúmeras, desde insufláveis, animadores, trampolins, teatros, pinturas faciais, danças, animadores circenses, ateliês, workshops, karaoke… enfim, a lista é infinita!

 

Passamos então a rever algumas das suas melhores opções para garantir que o casamento é tão ou mais memorável para as crianças do que para os pais!

 

Insufláveis

 

Insufláveis temáticos (quintas, aquários, índios e cowboys, piratas, touros mecânicos, castelos e fortalezas, hello kitty), escorregas pequenos,, corridas de obstáculos, insufláveis combinados com trampolins… um sem fim de temas e diversões capaz de entreter qualquer miúdo.

 

Se vai organizar um casamento neste verão e espera ter um grupo considerável de crianças, o melhor que tem a fazer é contactar uma empresa de aluguer de insufláveis. Através da Fixando, por exemplo, pode requerer orçamentos a várias empresas de aluguer de insufláveis em Setúbal, Lisboa, Porto, Braga, entre outras cidades.

 

Animador de crianças

Há vários tipos de animadores e animações ao seu dispor. Se o seu casamento tiver um espaço externo limitado, os animadores de crianças são uma boa opção pois podem partilhar o espaço com os adultos. Nesse caso, sugiro pensar em espectáculos de magia, malabaristas, mas também mascotes e personagens infantis. Se tiver algum espaço externo ou uma sala separador do evento principal, pode expandir o seu leque de opções: desde andas saltitonas, andas gigantes, a equilibristas, a karaoke para crianças e coreografias.

 

Equipamentos

Se vai para um espaço amplo e estiver garantido bom tempo, então o limite é a sua imaginação! Aos animadores, pode juntar piscinas de bolas e outros insufláveis médios, carrinhos de pipocas ou algodão doce, mesas de matraquilhos, ping pong, entre outros jogos. Para uma zona externa, pense também na possibilidade de alugar mesas, banquinhos e puffs. Boa sorte!

 

06
Dez10

O Inverno em Portugal

invernoquente

 

 

 

 

 

O inverno é uma das quatro estações do ano. Esta é a estação onde a queda da temperatura, a diminuição da humidade relativa do ar, e os ventos frios são mais constantes tornando-se a principal causa de problemas para a saúde. Gripes, alergias, todas as doenças vem ao cimo nesta época.

 

 

 

 

 

Assim certos cuidados são necessários quando chega o inverno:

  • Evitar permanecer em lugares húmidos fechados;
  • Lidar com papéis, livros e outros objectos que ficaram guardados por muito tempo;
  • Manter arejado os ambientes onde circula;
  • Antes de usar as roupas de inverno coloca-las no sol;
  • Evitar animais dentro de ambientes fechados;
  • Utilizar humidificadores nos locais onde se encontra.


Deve também ter em atenção a alimentação. Durante o inverno, em função do frio e do inevitável aumento do gasto energético, em decorrente da manutenção da temperatura corporal, é imprescindível que a ingestão de alimentos seja moderada e que se tome muito cuidado com alimentos muito calóricos. O consumo de líquidos deve ocorrer da mesma frequência que ocorre no verão, pois o corpo deve sempre estar hidratado.

Deve ter atenção e cuidados extras aos idosos e crianças pois estas são sempre as mais atingidas no inverno.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Diversão

Gadgets

Alimentação

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D